Novidades sobre a prorrogação de vencimentos de parcelamentos

Prorrogação feita pelo Ministério da Economia referente aos prazos das prestações dos parcelamentos tributários

Devido a pandemia do Covid-19, o Ministério da Economia prorrogou as prestações dos parcelamentos administrados pela Secretaria da Receita Federal do Brasil e pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional que teriam o vencimento em maio, junho e julho de 2020. A novidade foi publicada na Portaria do Ministério da Economia nº 201, de 11 de maio de 2020. 

Novo vencimento das prestações dos parcelamentos ordinários e especiais 

  • As com vencimento em maio de 2020 terão seu vencimento prorrogados para agosto de 2020;
  • As com vencimento em junho de 2020 terão seu vencimento prorrogados para outubro de 2020;
  • As com vencimento em julho de 2020 terão seu vencimento prorrogados para dezembro de 2020.

 

Lembrando que a Receita Federal e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional  adotarão os procedimentos de suspensão do pagamento das parcelas para aqueles contribuintes que efetuem o pagamento por meio de débito automático em conta-corrente bancária.

Também serão suspensas no período de maio a julho de 2020  as retenções no Fundo de Participação dos Estados e Municípios referentes às prestações de parcelamentos desses entes federados.

Simples Nacional

Devido a pandemia do Covid-19, o Comitê Gestor do Simples Nacional aprovou a Resolução CGSN nº 155, de 15 de maio de 2020, onde ficou estabelecido que:

As datas de vencimento das parcelas mensais relativas aos parcelamentos administrados pela Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil – RFB e pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional - PGFN, dos tributos apurados no âmbito do Simples Nacional, incluindo o Microempreendedor Individual – MEI, ficam prorrogadas até o último dia útil do mês:

  • De agosto de 2020, para as parcelas com vencimento em maio de 2020;
  • De outubro de 2020, para as parcelas com vencimento em junho de 2020;
  • De dezembro de 2020, para as parcelas com vencimento em julho de 2020.

 

As microempresas e empresas de pequeno porte inscritas no CNPJ durante o ano de 2020 poderão formalizar a opção pelo Simples Nacional, na condição de empresas em início de atividade, no prazo de até 30 dias contado do último deferimento de inscrição, seja ela a municipal ou, caso exigível, a estadual, desde que não ultrapasse 180 dias da data de abertura constante do CNPJ. Antes da edição da resolução esse prazo não poderia ultrapassar 60 dias da abertura do CNPJ.

Serviços em destaque

Últimos podcasts

Continuar ouvindo
Hipster Ponto Tech

Hipster Ponto Tech

Papo de Gestão

Papo de Gestão

Like a Boss

Like a Boss

NerdCast

NerdCast

FodCast

FodCast

Do Zero ao Topo

Do Zero ao Topo

Sobre nós

Marketplace

Falar com um Analista

Acompanhar nossas novidades