E se as redes sociais sumissem?
Na quinta-feira do dia 13 de março, o Facebook passou por uma instabilidade em sua plataforma, atingindo o Instagram e o WhatsApp também. O ocorrido gerou desepero em pessoas e marcas que usam as ferramentas para anunciar e se conectar com seus clientes/seguidores.
Com tudo já normalizado, é preciso repensar sobre o ocorrido. Depender de uma rede social para as coisas acontecerem é perigoso, pois, de uma hora para a outra aquela plataforma pode sumir ou outra nova pode surgir e imediatamente levar as pessoas para lá. Você não deve confiar 100% em uma plataforma para as coisas acontecerem.
Na era digital em que vivemos é necessário ter a sua própria base, que nesse caso seria um site e uma lista de e-mail. Isso não significa descartar as redes sociais, mas, usá-las como canais de comunicação/vendas (e não como o seu tudo).
É assim que se deve planejar um plano de marketing, usando diversas pontas em prol de resultados específicos, pois assim, se uma falhar, não compromete todo o plano e nem todo o resultado.

Serviços em destaque

Últimos podcasts

Continuar ouvindo
Hipster Ponto Tech

Hipster Ponto Tech

Papo de Gestão

Papo de Gestão

Like a Boss

Like a Boss

NerdCast

NerdCast

FodCast

FodCast

Do Zero ao Topo

Do Zero ao Topo

Sobre nós

Marketplace

Falar com um Analista

Acompanhar nossas novidades