Inova Simples, mais facilidade na criação de startups e negócios inovadores

O segmento de startups

As startups têm movimentado e revolucionado diferentes mercados nas últimas décadas, apostando na experiência digital e na simplificação de processos, fazendo com que o consumidor tenha “tudo na mão, seja para empresas B2B ou B2C.

De soluções como Uber, que mudaram  a forma como as pessoas se locomovem, às soluções como Pipefy - que a Stegia vem implementando em seus clientes - que eliminam burocracia e gargalos de processos dentro do negócio, uma coisa é fato essas mudanças serão uma constante nos próximos anos.

Apesar de muitas dessas empresas já estarem presentes no cotidiano das pessoas, a  legislação e regulamentação desse segmento ainda não está tão desenvolvido. Mas, podemos observar que há um movimento de mudança nesse sentido.


A novidade: Inova Simples

Publicada no final de abril, o Inova Simples, veio viabilizar o crescimento desse segmento jovem, mas já fundamental para economia. O novo regime especial simplificado concede às empresas que se autodeclararem startups um tratamento diferenciado para sua criação, formalização e desenvolvimento.

“De acordo com a lei, considera-se startup a empresa de caráter inovador que visa aperfeiçoar sistemas, métodos ou modelos de negócio, de produção, de serviços ou de produtos, os quais, quando já existentes, caracterizam-na como de ‘natureza incremental’; ou, quando relacionados à criação de algo novo, startups de ‘natureza disruptiva’.” (Amanda Câmara, via o Estadão)

A primeira mudança que esse novo tipo de empresa trás é a simplificação, removendo burocracias, utilizando o já existente portal da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim).

O inova Simples possibilita ainda uma comunicação da RedeSim e o Inpi (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), facilitando o registro de marcas e patentes, visto o conteúdo inventivo proposto por esse tipo de empresas.

Outro avanço é que recursos capitalizados destinado exclusivamente ao desenvolvimento de projetos não serão considerados como renda para fins tributários.

Os recursos capitalizados não constituirão renda para fins tributários, caso sejam destinados exclusivamente ao custeio do desenvolvimento de projetos.

Trata-se de uma novidade e naturalmente podem surgir dúvidas a respeito do enquadramento do seu negócio na categoria de startups. Para auxiliar nesse processo é preciso ter o suporte de uma boa empresa de contabilidade.

Trabalhando desde de sua origem com foco na transformação digital de negócios, a Stegia se relaciona com o segmento de startups e inovação desde de seu “day one”. Buscando atuar de maneira inovadora nesse sentido, adicionamos nossa experiência de mercado as tecnologias que vão transformar a gestão contábil da sua empresa. Assim, surgiu a nova vertical de contabilidade com foco na desburocratização e digitalização total dos serviços contábeis.

 

ContabilidadeNotíciasTecnologiaTendências

Serviços em destaque

Shopify Uma plataforma com todos os recursos de e-commerce e pontos de venda necessários para você começar, gerenciar e expandir o seu negócio.
Sólides Recrutamento & Seleção, Desenvolvimento & Produtividade, Engajamento & Performance, Retenção e Uso Inteligente de Dados. O RH das PME`s do Brasil em boas mãos.
Tiny ERP Com o Tiny você padroniza os processos, aumenta a eficiência da operação e gerencia os principais recursos do seu negócio.

Últimos podcasts

Continuar ouvindo
Hipster Ponto Tech

Hipster Ponto Tech

Papo de Gestão

Papo de Gestão

Like a Boss

Like a Boss

NerdCast

NerdCast

FodCast

FodCast

Do Zero ao Topo

Do Zero ao Topo

Sobre nós

Carreira

Falar com um Analista

Acompanhar nossas novidades